A cultura do faça você mesmo como princípio da cibercultura: a inversão da lógica da indústria cultural

Jitana Sara da Cunha Cardins
Author

Sinopse

Com o surgimento da internet, principal ambiente da cibercultura, começamos a observar uma liberdade de criação realizada por amadores ganhar um espaço e uma visibilidade que chama a atenção dos estudiosos. Para realizar este estudo, utilizamos como fundamentação teórica conhecimentos acerca da indústria cultural e os estudos sobre cibercultura, cultura da participação e do compartilhamento. Diante disso, observamos o surgimento de uma cultura do faça você mesmo, que teve suas primeiras manifestações nas mãos dos hackers e cientistas, que exploraram aquele novo espaço e começam a criar novas possibilidades de uso. Com o tempo essas ações foram ganhando novas configurações, até chegar à internet que conhecemos hoje. A cultura do faça você mesmo configura-se como um princípio básico da cibercultura e percebemos que está havendo uma inversão na lógica da indústria cultural, que antes determinava o que o público iria consumir, e agora busca no público novas formas de obter lucro.  

Capa para A cultura do faça você mesmo como princípio da cibercultura: a inversão da lógica da indústria cultural